O Quarto Montessoriano de Vinícius

O método Montessori é aplicado em diversas áreas da educação infantil e se utiliza de várias estratégias. Dentre outros princípios, ele prega a autonomia da criança, uma educação sensorial e a construção de um espaço onde ela possa desenvolver e explorar suas habilidades naturais, através do estímulo e da curiosidade.
Os quartos montessorianos não possuem berço. A cama fica no chão para que a criança possa subir e descer de acordo com sua vontade. Um espaço de atividades com espelho permite que ela observe seus movimentos e tenha maior consciência corporal. Uma caixa de brinquedos acessível, livros à mão também.
Eu sempre achei linda a proposta de um quarto assim, mas só vim conhecê-la melhor depois que Vinícius nasceu. Então, tínhamos montado um quarto tradicional com berço e tal. Desde os primeiros dias preferimos fazer  cama compartilhada, então usamos muito pouco o berço. De qualquer forma, ele foi importante na preparação psicológica durante a gravidez. Ter um quarto tradicional certamente me ajudou a processar a informação de que em breve teríamos um bebê em casa. :)
o antes

o antes…

O quarto montessoriano de Vini :)

e o depois!

Aproveitei que ontem eu estava animada e inspirada para organizar o novo quarto de Vinícius. Com objetos simples acho que consegui dar um ar lúdico e leve ao quartinho dele, que ainda não serve para ele dormir, mas servirá para brincar, com certeza. :)

O colchão foi para o chão. Pensei em usar pallets, mas deixei esse detalhe para a próxima fase quando ele passar a dormir no próprio quarto (e aí faremos outra mudança! ^^)

um dos melhores achados: animaizinhos de origami iluminados

um dos melhores achados: animaizinhos de origami iluminados

Ao lado do colchão um tapete lindo e colorido comprado no mercado de artesanato da cidade, um espelho comprado no supermercado e uma moldura de passarinho em mdf que era todo branco, mas a inspiração bateu e eu pintei em degradê ontem mesmo.

DSC05019

Para os quadrinhos da parede usei papel de scrapbook, colei ilustrações e mandei emoldurar com madeira de demolição, ficaram lindos e baratinhos!

in love total com esses quadrinhos

in love total com esses quadrinhos

Ao lado do quadro com o “carimbo” da placenta que nutriu e desenvolveu meu bebê, um filtro dos sonhos feito por um amigo nosso:

DSC05015

Em outra parede os banquinhos de lápis que estão no quarto desde a sua “primeira versão” agora servem de apoio para os dedoches de circo que eu comprei e os de animais em crochê ganhados da tia Natxi. É onde também ficam os mini-livros do Pequeno Príncipe, presente da tia Best e o de Pensamentos de Che Guevara.

lápis que dão [[[[[[[[[[[[[[[[[

o mini-livro de Che foi presente do papai, para que nunca haja dúvidas de qual direção seguir! rsrs

Se eu fosse seguir à risca a orientação do método Montessori os quadros e enfeites da parede estariam mais baixos, na altura do olhar da criança, pois a intenção é que ela sinta e perceba que as coisas estão ao seu alcance. Mas como eu só conheci o método depois que estava tudo furadinho na parede, permanece assim. Quando ele começar a ficar em pé, se apoiando em algo, vou colocar barras na parede e aí tentar trazer, ou melhor, incluir umas decorações na altura dele também.

Por enquanto fica apenas o tapete no chão com o espelho ao lado e as caixas de brinquedo e livros acessíveis (em outro post pretendo falar mais sobre os brinquedos e atividades sensoriais para bebês e crianças).

DSC05024

caixote e cachepô de plástico comprados no supermercado servem para organizar os livros e brinquedos

.

Sei que em breve ele aproveitará muito mais esse espaço. Enquanto isso, fico suspeitando que montei o quarto mais pra mim do que pra ele… rsrsrs

DSC05038

Espero que tenham gostado. Qualquer dúvida terei prazer em responder nos comentários. :)